Arquivo do mês julho de 2014

Novo Plano Diretor

Postado por admin em Leis, Notícias | 31/07/2014 | Nenhum comentário em Novo Plano Diretor

 

O novo Plano Diretor Estratégico (PDE), aprovado ontem, é uma lei que visa orientar o crescimento urbano da cidade e estabelecer prioridades pelos próximos 16 anos.

 

O principal objetivo da nova versão do PDE é aproximar a moradia e emprego, alterando o incentivo de novas construções e impondo mudanças de hábito nas pessoas. O foco central está no combate à utilização do meio de transporte próprio em prol da adoção do transporte público como principal meio de locomoção. Isso deve ser feito através de estímulos à construção de prédios próximos a estações de trem, metrô, monotrilho e corredores de ônibus. Surge logicamente a questão de que se antes das restrições a cidade não deveria ter construído uma rede eficiente de transporte.

 

As principais medidas que o plano prevê são:
• Diminuição do número de vagas na garagem
• Prédios com fachada ativa, ou seja, que o térreo tenha estabelecimentos comercias
• Menos áreas para construir sem outorga, em apenas 3% da área da cidade é possível realizar a construção de mais de uma vez a área do terreno sem custo adicional
• As calçadas deverão ser mais largas. Até então elas deveriam ter 1,2m, com a nova lei, regiões próximas aos eixos de transporte os novos empreendimentos deverão ter calçadas de 3m e, ao longo dos corredores de ônibus deverão ter 5m
• A altura dos prédios nos miolos dos bairros será limitada a 8 andares
• Aumento do número de parques na cidade
• Os prédios não terão muros. Regiões com eixo de transportes será desestimulada a construção de muros, substituindo-os por grades e com saídas diretas para a rua
• Construção condicionada. Quem estiver disposto a erguer imóveis com mais de 20 mil m² de área construída, deverá ceder 10% do valor para construção de moradias populares
• Redução de impostos. Isenção ou desconto no IPTU e ISS para quem implementar sua empresa em áreas com baixo índice de emprego
• Imóveis vazios próximos às moradias populares e nos eixos de mobilidade (marginais, corredores de trem, ônibus e metrô) sofrerão aumento no IPTU. A medida evitaria que os corretores utilizassem o imóvel somente para especulação imobiliária, que ele fique ocioso ou subutilizado. Tem como objetivo baixar os preços dos terrenos, aumentar a produção habitacional além de estimular a economia.
• As ruas comerciais serão qualificadas através de reformas, aumento das calçadas, melhorias na sinalização e iluminação, aterramento da fiação aérea e implementação de mobiliário urbano, principalmente banheiros públicos. Essa revitalização será custeada em parceria com iniciativa privada.

 

Abaixo estão alguns pontos positivos e negativos de cada iniciativa:

 

 

Plano Diretor Estratégico

Plano Diretor Estratégico

 

Apesar do conceito do maior potencial e construção junto aos modais de transporte, estes prédios podem gerar um adensamento nestas regiões, causando piora no trânsito e no movimento de pessoas. O entrono das estações deveriam ser abertos, com muita área de circulação de pedestres, depois rodeados de imóveis de média densidade e por último de maior densidade.

 

Apesar de ter alguns pontos que são contestados e incerteza quanto ao sucesso, modernizar o PDE é positivo. Agora, melhorias na legislação de zoneamento e no código de obras, investimento público em infraestrutura e transporte, além de desburocratização e incentivos são necessários para que a cidade de São Paulo cresça de forma organizada melhorando a qualidade de vida de seus cidadãos.

 

Franquias Imobiliárias

Postado por admin em Blog, Negócios | 07/07/2014 | Nenhum comentário em Franquias Imobiliárias

 

O mercado de imobiliárias sempre teve empresas de vendas que trabalhavam de forma independente, mas em 2008 uma “novidade” chegou ao país: as franquias imobiliárias.

 

Franquias Imobiliárias

 

Apesar de anteriormente terem existido tentativas de implementar modelos de franquias, até então apenas uma iniciativa no Sul do Brasil permanecia funcionando com alguma escala.

 

Com o grande crescimento do mercado imobiliário e o fortalecimento econômico do país durante anos seguidos, duas das grandes redes de franquias imobiliárias abriram as portas com planos ambiciosos. Logo em seguida, empresas nacionais de diferentes portes buscaram seguir o mesmo caminho. Infelizmente, o momento coincidiu com a crise internacional retardando a implementação dos planos de negócio.

 

Em 2013 e já no início deste ano, sentimos um grande movimento de reestruturação e principalmente de expansão de algumas marcas, que mais seguras, com maior escala e capital, rumam para o modelo internacional e mais profissional.

 

O Brasil é um dos principais mercados de franquias em geral, mas possui enorme espaço para este sistema na área imobiliária.

 

A franquia é uma aliança tipo ganha-ganha, na qual o franqueador tem alto poder de expansão e o fraqueado adquire know-how e tecnologia rapidamente. No mercado imobiliário, é muito importante ter capilaridade de agências, pois o produto possui endereço fixo, diferentemente de outros setores.

 

A grande dimensão de nosso país permite que, num futuro, possamos ver empresas com mais de 1.000 unidades, um cenário completamente diferente do histórico onde as líderes de mercado raramente atingiam uma dúzia de agências.

 

Com os patamares que algumas empresas estão chegando, já podem começar a oferecer novos produtos e serviços aos seus franqueados, a montar universidades corporativas, e até mesmo a ter um reconhecimento da marca.

 

A Inovação Imobiliária tem orgulho de ter colaborado diretamente para este crescimento, com a prestação de consultoria e treinamentos para as principais empresas.

 




Av. Dr. Cardoso de Melo, 1460 - Vila Olímpia - São Paulo - SP - 04548-005

Telefone: +55 11 2394-5621

Siga-nos nas redes sociais:




CRECI: 26.532-J